Ataques cibernéticos – Uma ameaça real

Uma onda de ataques cibernéticos tem causado problemas no mundo todo, o portal de notícias da Globo G1 tem acompanhado de perto essa ameaça, o último deles foi na Ucrânia onde caixa eletrônicos foram contaminados e exigiam o equivalente a mil Reais dos clientes para liberar o acesso à sua conta.

Foi o pior ataque hacker da história daquele pais, pois não foram só os bancos afetados com os vírus, até a usina nuclear de Chernobyl foi atacada, e testes que depende de computadores para avaliar os níveis de radiação tiveram de ser feitos manualmente, confira a matéria na integra no Portal G1, clicando aqui.

Esse foi apenas um dos muitos ataques que estão fazendo em várias partes do mundo, há poucos dias o Brasil foi vítima de um ataque cibernético que afetou até atendimentos médicos de grandes hospitais do pais, nem o planetário foi poupado.

A tendência desses ataques é aumentar, tanto grandes corporações como pequenos usuários de internet podem ser atingindo por um ataque cibernético. Visto que qualquer pessoa hoje pode ser uma vítima de um ataque cibernético o que você pode fazer quando passar por essa situação? Seria muito fácil dizer somente para você se proteger com antivírus pois todos nós já fazemos isso, por isso confira nas próximas linhas uma dica muito importante.

PRIMEIRO ENTENDA UM O QUE É UM ATAQUE CIBERNÉTICO?

Longe daquelas cenas de filmes de ficção científica com ataque de ciborgues com armas radioativas, um ataque cibernético na verdade é um sequestro virtual. Um vírus criado por hacks é responsável por roubar arquivos ou bloquear o acesso às suas informações.

Uma vez que conseguem bloquear o acesso aos seus dados, é lhe cobrado um resgate para liberar suas informações, muitas das vezes esse resgate é cobrada em bitcoins, uma moeda virtual que dificulta a identificação dos sequestradores, uma vez pago o resgate você ainda não tem nenhuma garantia que seus dados vão ser liberados.

O QUE FAZER DIANTE DE UM ATAQUE CIBERNÉTICO

Visto que um ataque cibernético atinge dados tão pessoas e muitas das vezes arquivos de valor incalculável a primeira reação da vítima é entrar em desespero, o desespero é tanto que nem pensamos direito nas possíveis soluções.

Em caso de sequestro de arquivos pessoais como fotos, documentos e vídeos, sempre é bom ter um backup dessas coisas, se você tiver, não se preocupe os hackers só vão querer te ameaçar para você pagar o valor do resgate, esses arquivos não tem valor para eles.

Já nos ataques contra contas bancarias e sistemas informatizados, não faça nada, muito menos pague o resgate exigidos pelos sequestradores. Lembre-se que o seu banco é o responsável pela segurança dos seus dados, aguarde um pouco e espere o banco resolver seu problema, se o sistema não voltar em poucos dias entre em contato. Em sistema de informação esperar um pouco também pode ser muito útil pois sempre a solução aparece pelos programadores.

A dica fundamental é esse, não entre em desespero e não faça nenhum tipo de contato com os hackers e assim você com calma poderá recuperar seus dados.